Hoje News

Marlene defende parcerias entre poder público e setor produtivo contra a estiagem

O enfrentamento da estiagem pautou a reunião da Bancada do Oeste, na manhã desta quarta-feira (16), com participação dos secretários Altair Silva, da Agricultura a Pesca e do Desenvolvimento Rural, e Eron Giordani, da Casa Civil. Os parlamentares que integram o colegiado devem solicitar audiência com o governador na próxima semana para tratar da questão e, especialmente, buscar a antecipação do investimento previsto de R$ 100 milhões para o próximo ano.

Por conta da seca, 123 municípios já decretaram situação de emergência, mas segundo a previsão do secretário da Agricultura, o total pode chegar a 168 localidades. Ele informou que o governador liberou esta semana um aporte emergencial de R$ 50 milhões pelo Programa Reconstrói SC que deve beneficiar cinco mil famílias.

O secretário de Estado da Casa Civil, Eron Giordani, estava na reunião e disse que já foram disponibilizados R$ 100 milhões em 2021 e já estão garantidos outros R$ 100 milhões para este ano. Entretanto, informou que a antecipação do valor previsto para 2023 ainda não está definida.

A deputada Marlene Fengler (PSD) sugeriu que o governo também libere auxílio às prefeituras para contratação de transporte de água, como já ocorreu no ano passado. Lembrou que a alta dos preços dos combustíveis tem impacto importante nas finanças municipais, sobretudo nas pequenas cidades.

Além disso, com os demais integrantes da Bancada do Oeste, defendeu o fortalecimento de parcerias entre as prefeituras, setor produtivo e governo do Estado para execução de projetos com recursos do Programa Solo e Água. “Essas parcerias são fundamentais, porque nem todos os municípios têm estrutura para elaborar os projetos, assim como a Epagri também não dispõe de equipe suficiente para fazer e acompanhar a execução de todos as demandas”, pondera a deputada.

Marlene destacou que no encontro com o governador e integrantes do Executivo também devem ser definidas, além de ações emergenciais, soluções para problemas futuros. “Também nesse caso é importante envolver além do governo do Estado e prefeituras, representantes do setor produtivo para desenvolver programas de proteção de nascentes, reservação de água e perfuração de poços”, observou.

Rossani Thomas
Assessoria de Imprensa Dep. Marlene Fengler
Assembleia Legislativa de Santa Catarina
Fone: (48) 3221 2692 / (48) 9 9963 3236
rossanithomass@gmail.com

Sair da versão mobile